Arte da Bola renova com o Independente até 2020

Por Edmar Ferreira

Resolvido. O Independente confirmou, oficialmente, que disputará a Copa Paulista de 2016. A notícia foi revelada por Anivaldo dos Anjos, principal investidor da Arte da Bola, empresa que gerencia o futebol do Galo.

Em contato telefônico, revelou que, apesar de disputar, será na base do “bom e barato”, sem loucuras financeiras, aproveitando os atletas que possuem contrato, além de dar oportunidade para alguns garotos do Sub-20.

Jogadores como Marcelo Bonan, Jordy Guerreiro, Pedro Navas, Guilherme Turim, Éric Mamer e Romarinho estão fora dos planos.

Já Cláudio Falcão e Diogo devem ser emprestados e não disputarão a competição. O lateral direito Vinícius Bovi, pelo novo salário-base estipulado pela parceria, também não deve continuar.

Por outro lado, André Pastor, Denner, Fabiano, Geison, Felipe Campos, Léo Aquino, Matheus Leal, Murilo, Americano e Ricardo Oliveira devem continuar, e serão orientados pelo técnico Fernando Alves, que assumiu o posto depois que Ivan Izzo foi dispensado.

Ontem a Federação Paulista de Futebol confirmou o Independente no Grupo 2 da competição, ao lado de Ferroviária, Matonense, São Carlos, Rio Claro, Batatais e Comercial.

RENOVAÇÃO

Na noite da última quinta-feira, em reunião do Conselho Deliberativo, o Independente acertou a renovação de contrato com a Arte da Bola por mais 3 anos, deixando assim todo o departamento de futebol, incluindo a base, aos serviços da empresa.

Com isso, o contrato vai até 2020, com multa bilateral de rescisão de R$ 600 mil. A ideia do conselho, a princípio, era de estender o prazo por mais 5 anos, com multa de R$ 2 milhões, mas a parceria fez a contraproposta que, imediatamente, foi aceita pelos conselheiros presentes e o acordo foi assinado.

De acordo com Anivaldo dos Anjos, o desfecho foi o melhor possível. “Não adiantava para nós prorrogar por 5 anos e, futuramente, caso o contrato seja encerrado, nenhuma das partes ter condições de pagar R$ 2 milhões de multa, ou seja, vamos com os pés no chão, como sempre fizemos, para que todos os lados saiam ganhando”, frisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *