Categorias
Inter de Limeira

Nacional estraga festa da Inter diante de 12 mil torcedores e conquista Série A-3

Redes Sociais Esportivas

Por Edmar Ferreira

Quando Leandro Bizzio Marinho apitou o final de jogo no Limeirão, os mais de 12 mil pagantes ficaram frustrados com a não conquista do título do Campeonato Paulista da Série A-3, mas aplaudiram, gritaram Leão e reconheceram o esforço deste elenco, que fez uma temporada espetacular, que culminou com o principal objetivo, que era o acesso para a A-2 após nove anos.

Mas ninguém esperava que o “raio fosse cair três vezes no mesmo lugar”. O Nacional levantou o caneco da A-3 com três vitórias seguidas fora de casa e nas fases decisivas, depois de tropeçar em casa em todas elas.

naca campeao 02

Depois de aprontar em Americana e em Olímpia, o time da Capital fez a festa do Major Levy, impondo a primeira derrota de João Vallim por dois gols de diferença em casa, resultado que não acontecia há 36 jogos, ou desde 2014.

naca campeao 08

Sem André Mocóca, que perdeu os dois jogos da final, Vallim manteve a equipe que venceu o jogo de ida na Comendador Souza por 1 a 0, com Éder Paulista no ataque e Tom fazendo a função de meia. Com isso, o artilheiro leonino na A-3 novamente jogou distante da área.

Já Tuca Guimarães surpreendeu ao deixar o artilheiro Léo Castro no banco de reservas. Com Ricardo na lateral-esquerda, o técnico deslocou Caio para o meio e colocou Eder na frente. Justamente aquele que viria ser o “cara do jogo”.

Com Lucas Douglas aberto pela direita e Wesley pela esquerda, a Inter começou o jogo em um ritmo alucinante. Foram 12 escanteios seguidos.

Logo no início, em uma tabela envolvente pela direita e o zagueiro Luiz Henrique por pouco não marcou contra. Aos 4, após cobrança de falta de Calixto pela direita, Wesley mandou cruzado e Éder Paulista, no carrinho, chegou um segundo atrasado.

naca campeao 03

Dava-se a impressão que a Inter atropelaria o Nacional pelo volume de jogo inicial. Era o chamado “ataque contra defesa”. Aos 5 minutos, o árbitro não viu o puxão na camisa de Éder Paulista, deixando de marcar uma penalidade máxima, que existiu.

O Naça só chegava nas bolas paradas. Aos 28, Éder exigiu boa defesa de Rafael Pin em uma cobrança de falta. O mesmo Éder era um verdadeiro tormento para a defesa leonina. Rápido, o atacante incomodava nos contra-ataques e dificilmente era contido.

A Inter não conseguia encaixar um ataque para abrir o placar. Em um deles, Tom desceu pelo meio e tinha a opção de Wesley na entrada da área, mas o artilheiro isolou, mandando por cima.

Até que aos 29 minutos, no primeiro escanteio para o time visitante, Éder levantou fechado e o atacante Laécio subiu no oitavo andar para fazer 1 a 0. Festa dos pouco mais de 100 torcedores presentes atrás do gol.

negueba 5

O resultado levava a decisão para as penalidades máximas. A Inter sentiu o gol e partida ficou perigosa. Aos 40, em novo contra-ataque do time da Comendador Souza, Éder acionou Thiaguinho e, da entrada da área, o lateral mandou cruzado para fora.

Segundo tempo

ed 1

No intervalo da partida, uma linda homenagem a Edmundo Silva, o maior narrador esportivo de Limeira. A Voz Metálica recebeu uma camisa oficial com seu nome nas costas e uma placa de agradecimento pela emoção que sempre levou ao coração dos leoninos, em especial a marcante narração do título paulista de 1986. “Foi um dos dias mais felizes da minha vida”.
A Inter voltou com a mesma formação. Vallim pediu mais ofensividade e os jogadores atenderam. Logo no primeiro minuto, Calixto tabelou com Tom e bateu forte para a defesa de Felipe Lacerda.

Mas aos 6 minutos, o Limeirão ficou emudecido. Éder, o “cara do jogo”, deu uma assistência milimétrica para Negueba na área. O ex-atacante do Independente finalizou com perfeição: 2 a 0. Justo Negueba, aquele que um dia deu a vitória ao Galo em pleno Limeirão em um dérbi da Série A-3.

naca campeao 04

Imediatamente, Vallim tirou Balardin para a entrada de Vinícius Pedalada. A Inter cresceu, mas abusava nos levantamentos para a área. Sem um ponto de referência na área, ou seja, um atacante alto, Vallim colocou Alisson e tirou o volante Teco.

Enquanto isso, o Nacional atacava na boa, sem pressa, valorizando a posse de bola. Aumentou o poder ofensivo com a entrada de Léo Castro. O tempo ia passando e nada da Inter marcar pelo menos um gol para levar para os pênaltis.

O desespero ia aumentando e até os zagueiros Nikão e Carlão se mandaram para o ataque. Com vários buracos na defesa alvinegra, o Nacional ficou muito próximo de ampliar.

Aos 44 minutos, Éder acertou o travessão de Rafael Pin. Em seguida, o goleiro leonino teve muito trabalho para espalmar o chute cruzado de Emerson Mi.

A Inter parecia um boxeador entregue no ringue, só esperando pelo gongo. Criou uma boa oportunidade aos 46, quando Calixto tentou colocar no canto de Felipe Lacerda e a bola raspou a trave do arqueiro.

Já o Nacional foi buscar energia no imaginário. Aos 48, Léo Castro encobriu Rafael Pim, mas Carlão salvou em cima da linha. O árbitro ainda deu cinco minutos de acréscimo, mas nem assim adiantou.

naca campeao 13

Internacional 0 x 2 Nacional

Gols – Laécio aos 29 minutos do 1º tempo e Negueba aos 6 do 2º tempo (NA)
Local – Limeirão
Árbitro – Leandro Bizzio Marinho
Auxiliares – Marco Antonio de Andrade e Risser Jarussi Corrêa
Público – 12.169 pagantes
Renda – R$ 189.750,00
Internacional – Rafael Pin; Balardin (Vinícius Pedalada), Carlão, Nikão e Calixto; Marquinhos, Teco (Alisson) e Tom; Éder Paulista, Wesley (Evandro Russo) e Lucas Douglas. Técnico – João Vallim.
Nacional – Felipe Lacerda; Thiaguinho, Luiz Henrique, Jeferson e Ricardo (Rafinha); Everton (Murilo Silva), Caio e Emerson Mi; Negueba, Éder e Laécio (Léo Castro). Técnico – Tuca Guimarães.
Ocorrências – cartões amarelos para Lucas Douglas e Nikão (IN); Caio e Negueba (NA).

*** Fotos – Alexandre Battibugli e Mário Roberto (Gazeta de Limeira)

naca campeao 10

naca campeao 12

naca campeao 09

naca campeao 11

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Patrocinado por Agência M9

Propagandas | Propagandas para Rede Social | Criação de Logotipos | Propagandas para Lanchonetes | Propagandas para Oficinas Mecânicas

Propagandas e Notícias