João Vallim renova com a Inter de Limeira até o fim da Copa Paulista

Por Edmar Ferreira

Após uma reunião que durou cerca de duas horas no Limeirão, João Vallim e a diretoria da Internacional chegaram a um acordo e o contrato do treinador foi renovado até o final da Copa Paulista.

O treinador, que participou da Segunda Esportiva da TV Jornal, disse que seu projeto para a Internacional é de três anos – para chegar a Série A-1 -, mas que optou por tratar da renovação sempre após uma competição.

João Vallim é o 14º técnico que mais comandou a Inter na história. Em 36 jogos, venceu 20, empatou 6 e perdeu 10, ou seja, dos 108 pontos que disputou, conquistou 66, um aproveitamento de 61,1%. Seu ataque marcou 54 gols e sua defesa sofreu 38, um saldo positivo de 16 gols.

Vallim ainda está abatido pela derrota de sábado e demonstra isso. Na TV, disse que foi a derrota mais doída de sua carreira e que não esperava realmente ser surpreendido pelo Nacional, mesmo com o excelente retrospecto do time da capital como visitante na A-3, mais de 60% de aproveitamento. Vale lembrar que o treinador também perdeu um título de Segundona com o Velo Clube em 2010, na derrota para o Taboão da Serra.

Foi a quarta derrota de Vallim no Limeirão, a primeira por dois gols, justamente a diferença que o adversário precisava. “Dominamos quase que o jogo todo, mas a bola não entrou. Cobramos 12 escanteios e perdemos chances que costumeiramente não perdemos em toda competição. A verdade é uma só, se o jogo tivesse rolando ainda, não teríamos feito o gol. Duro aceitar”, comentou.

DSC_8267

Logo na estreia da Copa Paulista, no dia 1º de julho às 17h, contra o Audax, de Vampeta, no Limeirão, Vallim estará igualando em número de jogos com Vanderlei Paiva e Airton Diogo: 37.

Na terceira rodada, será o 11º treinador em jogos, igualando a Pedro Rocha e no início do segundo turno será Top 10, com 44 jogos, empatando com Betão Alcântara e Pintado. O treinador com mais jogos é o lendário Pepe com 119.

Apresentado pelo Dr Roberto Lucato, a Segunda Esportiva contou também com a presença do diretor de futebol Agnaldo Freitas, o “Nego” e dos cativos Edmar Ferreira, Roberto Martins, Denis Suidedos e César Roberto.

Vices

Foi o terceiro título perdido da Inter na história. O primeiro deles foi em 1962, na Série Dr. João Havelange (2ª Divisão de Profissionais). Em um quadrangular final com Santacruzense, Ituveravense e Cerâmica de São Caetano, o Leão foi goleado pelo time do ABC por 7 a 4 na última rodada, perdendo a chance de conquistar o título.

O segundo vice foi registrado em 1976, no Torneio Brigadeiro Jerônimo Bastos. Na fase final, a Inter disputou o título com Palmeiras, Rio Preto, Catanduvense, Batatais e Velo Clube. A goleada sofrida pela Veterana em São João da Boa Vista por 5 a 0 foi determinante e rendeu o título ao Palmeirinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *