Limeirense brilha nos EUA e tem proposta para jogar no time de Marta

Por Edmar Ferreira

A meia Eduarda Giusti, de apenas 16 anos, pode assinar o contrato dos sonhos.

Principal artilheira do Florida Rush, a limeirense afirmou que tem em mãos uma proposta para jogar na base do atual time da brasileira Marta, o Orlando Pride, em Orlando, nos Estados Unidos.

Eduarda iniciou no futebol aos 12 anos com o técnico Ubirajara Morgado Barbosa, o Bira, representando Limeira. Ao mesmo tempo, treinava na escolinha do Chute Inicial Corinthians e na Associação Atlética Ararense, em Araras.

Se aperfeiçou com os ensinamentos dos professores Mauricinho Cardoso, ex-São Paulo, Daniel Giratto, Nelson Quintiliano, ex-Flamengo, Serginho Martini, ex-São Paulo e Alexandre Alves, ex-Santos.

Paralelo ao futebol, recebia as orientações do técnico de atletismo Germano, no Sesi de Limeira. “Desde pequena sempre fui muito incentivada ao esporte pelos meus pais. Depois de várias tentativas em outros esportes, como ginástica, natação, vôlei, tênis, entre outros, encontrei minha paixão, o futebol”, afirmou.

Mas foi defendendo Americana, da técnica Rafa Nicoletti, que Eduarda foi convocada para a Seleção Brasileira Sub-15, logo após conquistar a Copa Metropolitana de Futsal.

Em seguida, foi vice-campeã do Campeonato Estadual defendendo a Ferroviária de Araraquara, cujo técnico era o professor Silmar. Enquanto treinava pelo time de Valinhos, com a técnica Ana Lúcia Gonçalves em 2015, a limeirense foi convidada para defender um dos maiores clubes da Florida, o Florida Rush, em Orlando.

“Foi uma alegria imensa receber a proposta dos meus sonhos e ter o esforço de anos reconhecido. Logo que cheguei aos Estados Unidos em outubro, comecei a jogar a temporada de futebol escolar, o High School, que a propósito, é totalmente diferente da realidade do Brasil. São três meses seguidos de treinamentos intensos e jogos três vezes por semana, numa estrutura de outro mundo”, comentou.

E Eduarda brilhou. Terminou como artilheira com 21 gols em 19 jogos. Além disso, foi eleita por unanimidade a melhor meia da competição, em uma votação que envolveu todos os treinadores da escolas participantes.

Na temporada do Florida Rush, Eduarda manteve a boa fase e anotou mais 12 gols em 19 jogos.

No ano seguinte, a limeirense ganhou o troféu de MVP (melhor jogadora) da escola, anotando 15 gols em 19 jogos. Após uma seleção rigorosa, Eduarda foi convidada para jogar no time do estado da Florida (ODP).

Além do futebol, Giusti foi campeã feminina e 10ª colocada no geral na Corrida Hunters Creek, em Orlando, cujo percurso foi de 5 km.

“Créditos para o treinador Germano. Tenho muito orgulho de estar aqui nos Estados Unidos, país considerado o melhor do mundo no futebol feminino. E poder representar Limeira me enche de orgulho”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *