Mancha pede saída de Alexandre Mattos, critica presidente e cutuca técnico Cuca

Depois de Egídio, que perdeu o pênalti decisivo contra o Barcelona do Equador, pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América, o novo alvo da torcida palmeirense é Alexandre Mattos.

A Mancha Alviverde, principal organizada do Verdão, fez fortes críticas ao diretor de futebol do clube, em manifesto hoje.

Em nota, a torcida diz que o ano já teve “três vergonhas” e promete cobranças. “2017 acabou para alguns. Para nós, começou o inferno”, diz em tom de ameaça.

Em um dos trechos, os palmeirenses escrevem: “Alexandre Mattos, essa sua arrogância de achar que é dono do Palmeiras, lembre-se que você é um funcionário e muito bem pago. O seu tempo dentro do Palmeiras já passou. A sua queda era o mínimo que deveria acontecer após as contratações caras e duvidosas que você negociou, ou melhor, fez negociatas”, diz a nota da Mancha.

Os torcedores compararam que os investimentos em Borja e Deyverson por exemplo, daria para trazer Everton Ribeiro e Thiago Neves, ou até mesmo Paolo Guerrero.

O presidente Maurício Galiotte também foi citado. Segundo a organizada, falta de pulso firme é o início do efeito dominó.

Até Cuca não escapou: “não se compara com o técnico do ano passado”. E foi mais além: “não estamos preocupados com a cor da sua calça”, completa.

*** Foto – Fellipe Lucena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *