Limeira conquista 3º lugar no torneio de goalball

A equipe masculina do PROESA (Programa de Esportes Adaptados), que pratica o Goalball, conquistou o 3º lugar no primeiro torneio realizado na cidade. A competição foi realizada no último sábado, no Ginásio Vô Lucato.

O evento contou com a participação de 31 atletas, sendo 21 do sexo masculino e 10 do feminino, dos municípios de Jundiaí, Itapetininga, Bauru e Limeira. “Iniciativas como esta fazem parte do nosso plano de governo e proporcionam mais conhecimento aos nossos atletas e professores”, destacou o prefeito Mario Botion, que prestigiou os jogos.

O Goalball é um esporte paralímpico, criado para a prática de pessoas com deficiência visual. São três atletas que defendem e atacam em sua área de jogo, guiados pelo som dos guizos que ficam dentro da bola, e também pelas linhas demarcadas em relevo na quadra.

A duração da partida é de dois tempos de doze minutos com três minutos de intervalo entre eles. Em Limeira, o esporte é desenvolvido dentro do PROESA (Programa de Esportes Adaptados) implantado pela atual administração. “O Torneio foi muito importante para Limeira, pois além de mostrar o esporte paralímpico, também estimula o intercâmbio de conhecimento”, disse a coordenadora do programa, Ângeli Polatto Boaventura.

“O objetivo é incentivar o desenvolvimento do Goalball e a participação dos atletas em campeonatos”, explicou o secretário de Esporte e Lazer, Luiz Augusto Zanon.

“É a nossa primeira competição, estamos muito felizes porque através deste torneio podemos conhecer outros atletas e técnicos. O esporte também melhora a nossa qualidade de vida, trabalhamos a questão da mobilidade, entre outras importantes para a nossa vida”, enfatizou o atleta, Alexandre Nascimento.

golball 3

O técnico da seleção brasileira de Goalball, Alessandro Tosin, esteve na competição. “Torneios como este são importantes para o fomento desta modalidade no país. Hoje o Brasil tem um dos maiores campeonatos de goalball do mundo, então isso faz com que as pessoas com deficiência visual busquem cada vez mais a prática deste esporte”, ressaltou Tosin.

O Brasil é destaque no goalball, com medalhas no Parapan de 2012, na Paralimpíada de Londres, campeão Mundial em 2014 e recentemente vice-campeão Mundial na Hungria.

A classificação final ficou assim: no masculino: 1) CEPREVI (Itapetiniga), 2) PEAMA (Jundiaí), 3) PROESA (Limeira) e 4) Unesp (Bauru). No feminino: 1) PEAMA (Jundiaí), 2) CEPREVI (Itapetininga) e 3) Unesp (Bauru).

*** Fotos – Adilson Silveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *