Categorias
Grandes de SP

Gol de Jô não rendará punição aos árbitros

Redes Sociais Esportivas

Uma vergonha. O Coronel Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem da CBF, disse hoje que não estuda qualquer tipo de punição aos árbitros que trabalharam na partida em que o Corinthians venceu o Vasco da Gama por 1 a 0, graças a um gol de mão de Jô.

A partida realizada no Itaquerão foi válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Segundo o Globo Esporte, Marinho admitiu o erro, mas poupou o árbitro adicional Eduardo Valadão, de Goiás, que estava ao lado da trave no lance polêmico.

“Avaliamos que houve um equívoco. Mas o lance é muito ajustado. Estavam todos bem colocados. Não haverá punição”, confirmou o Coronel ao site GE.

O árbitro Elmo Resende, também de Goiás, que validou o gol, também não pegará um gancho.

Árbitro de vídeo

A próxima rodada do Brasileirão terá árbitro de vídeo. A decisão foi tomada pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

A CBF até agora se recusava por causa do alto custo da operação. A situação mudou em razão do gol de Jô.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •