Inter vence em Lins e se aproxima das semifinais da Copa Paulista

Por Edmar Ferreira

A Internacional manteve a escrita nesta Copa Paulista e mais uma vez se apresentou muito bem fora de casa. Jogando na manhã de hoje no Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins, o Leão derrotou o Linense por 2 a 1 e se aproximou das semifinais da competição.

Por ter feito a melhor campanha no geral, a Veterana poderá até perder por um gol de diferença no jogo de volta, sábado às 17h, no Limeirão, que avançará para a próxima fase.

Mantendo o rodízio adotado desde o início, o técnico João Vallim promoveu o retorno de Nikão a zaga no lugar de Diego Baiano. Já Malcoon substituiu o lesionado Calixto. Em razão das últimas duas boas atuações, o volante Luís Roberto foi mantido na equipe ao lado de Ricardinho. Na frente o trio chamado titular, com Tom, Wesley e Lucas Douglas.

Chovia muito em Lins, o que dificultou para o time da casa. Melhor para a Inter, que apostava nas falhas consecutivas dos zagueiros Marcelo Bispo e Marcelo Godri, que estavam intranquilos. Logo no primeiro minuto, quase Godri marcou contra em um cruzamento rasteiro de Wesley pela esquerda.

Aos 18 minutos, o time da casa, que mais uma vez disputará a Série A-1 no ano que vem, teve um gol anulado. Após cobrança de falta de Rafael Tavares, Johnny fez falta em Rafael Pin antes de marcar.

Aos 20 minutos, em nova falha de Marcelo Godri, Moisés cruzou da direita e Wesley pegou mal na bola, perdendo ótima chance de marcar. O Elefante, que só venceu um jogo em casa nesta Copa Paulista (3 x 1 Penapolense), apresentava muito nervosismo. Nem a torcida botou fé na equipe de Vilson Taddei e apenas 410 torcedores compareceram ao estádio.

Aos 23, outra oportunidade para o Linense, quando Maycon serviu o artilheiro Giovanni, que mandou por cima. A resposta leonina veio dois minutos depois. Moisés desarmou Rafael Tavares pelo meio e foi sozinho até a entrada da área. O meia tentou colocar no canto e a bola passou raspando a trave de Igor.

SAO PAULO/COPA PAULISTA/LINENSE X INTER DE LIMEIRA: Zagueiro Godri (e) do Linense em lance durante a partida entre o Linense e o Internacional de Limeira, realizada neste domingo (22) no Estadio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins/Sp e valida para o jogo de ida das quartas de final da Copa Paulista de 2017. (Credito: José Luis Silva/Agencia F8)

 

O Linense apostava na jogada de velocidade pelas pontas com Jefferson Maranhão. Para sorte da Inter, em um contra-ataque pela direita, o atacante sentiu a virilha e precisou ser substituído por Davi. O time da casa sentiu demais essa ausência.

A Inter dominava as ações e jogava com muita tranquilidade. Aos 36, Tom ajeitou para Moisés, que da entrada da área bateu de primeira. A bola literalmente “lambeu” a trave de Igor. Aos 40, em nova triangulação do Leão, Lucas Douglas fintou Marcelo Bispo na entrada da área e bateu forte, por cima do gol.

O gol da Inter era questão de tempo e surgiu aos 43 minutos. Após cobrança de escanteio de Malcoon pela esquerda, Nikão ganhou no alto da defesa e abriu o placar com uma bela cabeçada: 1 a 0. Foi o segundo gol em 33 jogos pelo alvinegro.

Mas a alegria durou exatamente um minuto, tempo suficiente para Cesinha cruzar rasteiro da esquerda para o gol de Giovanni na segunda trave. Rafael Pin ainda tentou salvar, mas caiu com a bola dentro do gol: 1 a 1.

As equipes voltaram da mesma forma para o segundo tempo. Aos 15, no passe de Moisés, Lucas Douglas mandou cruzado e Igor praticou boa defesa. Aos 16, novamente Lucas Douglas, que recebeu na área, fintou seu marcador e finalizou para fora. A torcida Interror, presente ao estádio, apoiou o time do começo ao fim, debaixo de muita chuva.

A Inter jogava a vontade e mandava na partida. Aos 30, Tom reclamou de um possível pênalti, quando se antecipou ao zagueiro na área e foi chutado. O árbitro Leandro Carvalho da Silva não entendeu desta forma.

Até que aos 33 minutos, o merecido gol leonino. Lucas Douglas recebeu na direita e cruzou para a área. Maycon não cortou e Wesley apenas escorou de cabeça na segunda trave para marcar 2 a 1. Foi seu 13º gol em 48 jogos pela Inter. O atacante foi festejar com a Interror.

Com a vantagem no placar, João Vallim tratou de trancar de vez a Inter. Primeiro, colocou Marquinhos no lugar de Tom. Depois, tirou o exausto Luís Roberto, escolhido o melhor jogador em campo, para a entrada de Teco. Já o zagueiro Diego Baiano assumiu o posto de Malcoon.

O Linense bem que tentou e criou duas excelentes oportunidades no fim. Aos 44, Rafael Pin praticou um milagre ao espalmar uma cabeçada de Marcelo Godri na pequena área. Uma das defesas mais lindas que fez até hoje com a camisa alvinegra. Já aos 46, pegou um tubaço de Rafael Tavares de fora da área, garantindo a importante vitória. Fazia 42 anos que a Inter não jogava em Lins.

Nos outros confrontos no mata-mata: Santos 0 x 4 Ferroviária, São Caetano 2 x 1 XV de Piracicaba e Portuguesa 3 x 1 Desportivo Brasil.

Linense 1 x 2 Internacional

Gols – Nikão aos 43 minutos do 1º tempo e Wesley aos 33 minutos do 2º tempo (IN); Giovanni aos 44 minutos do 1º tempo (LIN)
Local – Estádio Gilberto Siqueira Lopes, em Lins.
Árbitro – Leandro Carvalho da Silva
Auxiliares – Enderson Emanoel Turbiani da Silva e William Trufelli Malaquias
Público – 410 torcedores
Renda – R$ 6.185,00
Linense – Igor; Felipe, Marcelo Bispo, Marcelo Godri e Cesinha (Tarracha); Maycon, Miguel (Bruno Donizetti), Jefferson Maranhão (Davi) e Rafael Tavares; Jhonny e Giovanni Pavani. Técnico – Vilson Tadei.
Internacional – Rafael Pin; Vinícius Pedalada, Balardim, Carlão e Malcoon (Diego Baiano); Ricardinho, Luís Roberto (Teco) e Moisés; Tom (Marquinhos), Lucas Douglas e Wesley. Técnico – João Vallim.
Ocorrências – cartões amarelos para Diego Baiano (IN) e Maycon (LIN)

*** Foto – José Luís Silva/Agência F8 Fotojornalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *