Inter elimina Linense e pega o XV de Piracicaba na semifinal da Copa Paulista

Por Edmar Ferreira

É incrível como a Internacional tem dificuldade para apresentar um bom futebol no Limeirão, diante de sua torcida. Hoje à tarde, o Leão sofreu para empatar com o Linense por 1 a 1, resultado que lhe colocou nas semifinais da Copa Paulista.

João Vallim repetiu a formação que venceu o jogo de ida em Lins por 2 a 1. Em razão desta vitória, a Inter entrou em campo podendo até perder por um gol de diferença. Talvez esta boa vantagem tenha relaxado um pouco a equipe, que entrou morosa demais.

O Linense, que precisava vencer por dois gols de diferença, tomou a iniciativa do jogo e aos 7 minutos, Giovanni, autor do gol no jogo de ida, criou a primeira chance.

O técnico Vilson Taddei perdeu o volante Maycon logo aos 11 minutos. Lesionado, foi substituído por Fabrício. E foi justamente o reserva que criou uma boa oportunidade aos 30 minutos, quando recebeu na entrada da área e bateu forte e cruzado para ótima defesa de Rafael Pin, que desviou para escanteio.

pedrinho sarti 06

A Inter demorou para acordar. Aos 33 minutos, Moisés serviu Tom, que mandou por cima. Aos 35, na cobrança de escanteio de Vinícius Pedalada, Nikão cabeceou no meio do gol para a defesa de Igor.

A Inter buscava seu gol e aos 36, o capitão Ricardinho recebeu na entrada da área, mas bateu todo torto para a defesa de Igor. Aos 41, foi a vez de Rafael Tavares arriscar e Rafael Pin segurar com dificuldade.
O jogo começou a ficar tenso para os leoninos aos 46 minutos. O árbitro Vinícius Furlan marcou uma falta para o Linense que não existiu, uma vez que Luís Roberto fez o desarme limpo.

Davi, que substituía o titular Jefferson Maranhão, vetado pelo DM, cobrou de forma perfeita, no canto esquerdo de Rafael Pin, que se esticou todo, porém não conseguiu evitar: 1 a 0.

Fim da sequência de sete jogos da Inter sem sofrer gol, ou mais precisamente 705 minutos.

No intervalo, clima de indecisão no Major Levy. Muitos torcedores começaram a lembrar da final da Série A-3, quando o Nacional venceu por 2 a 0, calando quase 20 mil torcedores.

A situação leonina começou a melhorar logo aos 2 minutos, quando o centroavante Johnny perdeu a cabeça e desferiu uma violenta cotovelada em Nikão. O jogador do Linense foi expulso direto por Vinícius Furlan, enquanto o becão leonino foi direto para o hospital com um profundo corte. Diego Baiano entrou em seu lugar.

lucas douglas 2

Aos 9 minutos, a Inter desperdiçou uma excelente oportunidade. Após escanteio cobrado por Malcoon, Moisés ganhou no alto, Tom ajeitou e Wesley disparou uma bomba da entrada da área, que raspou a trave de Igor. O lance serviu para acordar os 1.113 pagantes.

Mas o jogo ainda reservava fortes emoções. Aos 12 minutos, em cobrança de falta pela direita, Rafael Tavares levantou para a área e por pouco o zagueiro Marcelo Bispo não completou na segunda trave. Chegou um segundo atrasado.

Aos 16, mais Linense. Outra falta para Rafael Tavares e desta vez Marcelo Bispo escorou para a defesa de Rafael Pin. E foi o goleiro alvinegro que fez a defesa do jogo no chute forte de Guilherme aos 18 minutos. A bola entraria no ângulo se não fosse a intervenção do leonino. Um milagre.

A Inter voltou equilibrar as ações e esteve perto do gol por quatro vezes, duas com Lucas Douglas e duas com Moisés.

Até que aos 32 minutos, Wesley recebeu na área e ajeitou de cabeça para o chute certeiro de Lucas Douglas: 1 a 1. Era o gol da classificação da Internacional. Foi seu sexto gol em 34 jogos pela Veterana.

pedrinho sarti 08

 

pedrinho sarti 07

O gol tranquilizou os leoninos e praticamente acabou com as esperanças do Linense. Aos 38, Tom deu um passe perfeito para Lucas Douglas. O atacante deu meia-lua no goleiro Igor, que fora da área, cortou com o braço. Falta e cartão vermelho direto para o arqueiro do Elefante da Noroeste.

Como Vilson Taddei já tinha realizado as três alterações, o zagueiro Marcelo Bispo foi para o gol. Nem assim a Inter conseguiu a virada. Nenhum chute foi dado a gol para testar o becão. A Inter não queria se arriscar e valorizava a posse de bola.

pedrinho sarti 05

O Linense ainda teve um gol anulado aos 41 minutos, quando Marques foi lançado e em completo impedimento, mandou no ângulo de Rafael Pin. Fim de jogo: 1 a 1. E que alívio dos torcedores que chegaram a temer pelo pior.

Nos outros resultados: XV de Piracicaba 2 x 0 São Caetano (ida 1 x 2), Desportivo Brasil 1 x 1 Portuguesa (ida 1 x 3) e Ferroviária 3 x 2 Santos (ida 4 x 0).

A Inter enfrentará o XV de Piracicaba nas semifinais. Primeiro jogo no Barão da Serra Negra e segundo no Limeirão. Já a Ferroviária pegará a Portuguesa. Primeiro jogo no Canindé e segundo em Araraquara.

Ficha Técnica

Internacional 1 x 1 Linense

Gols – Davi, de falta, aos 46 minutos do 1º tempo (LIN) e Lucas Douglas aos 32 minutos do 2º tempo (IN)
Local – Limeirão
Árbitro – Vinícius Furlan
Auxiliares – Eduardo Vecchi Marciano e Paulo de Souza Amaral
Público – 1.113 pagantes
Renda – R$ 15.750,00
Internacional – Rafael Pin; Vinícius Pedalada, Balardim, Nikão (Diego Baiano) e Malcoon; Ricardinho, Luís Roberto e Moisés; Tom, Wesley e Lucas Douglas (Marquinhos). Técnico – João Vallim.
Linense – Igor; Felipe, Marcelo Bispo, Marcelo Godri e Cesinha; Maycon (Fabrício), Davi (Marques), Guilherme e Rafael Tavares; Johnny e Giovanni (Bruno Donizete). Técnico – Vilson Taddei.
Ocorrências – cartões vermelhos para Igor e Johnny (LIN) e amarelos para Diego Baiano e Lucas Douglas (3º) (IN), Davi, Marques e Guilherme (LIN)

*** Fotos João Vitor Fedato e Pedrinho Sarti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *