Inter e Ferroviária empatam no Limeirão no primeiro jogo da final da Copa Paulista

Por Edmar Ferreira

Dos 11 jogos que a Internacional disputou no Limeirão nesta Copa Paulista, talvez esse contra a Ferroviária no sábado à noite, pela partida de ida da final, tenha sido uma de suas melhores atuações. Mesmo assim, o empate sem gols deixa a decisão do título em aberta para o próximo sábado, às 18h, na Fonte Luminosa, em Araraquara.

Vale lembrar que mesmo tendo feito a melhor campanha, a Ferroviária não jogará pelo empate. Em caso de igualdade, a decisão será nas penalidades máximas. E a Inter está calejada, uma vez que eliminou o XV de Piracicaba justamente desta forma.

Antes da partida, a torcida da Internacional fez uma linda festa no estacionamento do Limeirão para recepcionar o time, com direito a cantos de incentivo e muito rojão. Foi uma atitude bem parecida como a realizada no dérbi da Série A-3 deste ano contra o Independente, no Pradão.

Foi respeitado um minuto de silêncio pelo falecimento do Dr João Jair Marchi, ex-delegado e um apaixonado pela Internacional. Faleceu aos 69 anos, bem no dia da final.

Sem Nikão e Calixto que estavam suspensos e Ricardinho lesionado, João Vallim promoveu as entradas de Diego Baiano na zaga, Malcoon na ala e prestigiou Marquinhos, volante que marcou os dois gols na vitória épica sobre o XV de Piracicaba nas semifinais.

A chuva e a transmissão ao vivo do Fox Sports novamente atrapalharam a presença do público. Mesmo assim, quase quatro mil torcedores assistiram a uma grande partida, recheada de bons lances.

A Internacional imprimiu um ritmo frenético no início da partida. Logo aos 3 minutos, Malcoon desarmou no meio de campo e lançou para o ataque. O goleiro Tadeu se confundiu com o zagueiro Elton e a bola sobrou livre para Lucas Douglas, que de fora da área e com o gol inteiro à sua disposição, concluiu para fora, perdendo uma chance inacreditável.

 

ferroviaria 12

Mas o lance trouxe a torcida junto. Aos 9, Tom puxou um contra-ataque individual pela direita. Mesmo contra todos os defensores da Ferrinha, conseguiu finalizar por cima do gol.

Aos 12, passe perfeito de Vinícius Pedalada para Wesley. O atacante recebeu na entrada da área e mandou forte, por cima do gol. A torcida leonina fazia sua parte nas arquibancadas e empurrava o time.

Mas aos 23 minutos, o Limeirão ficou emudecido. Na primeira boa descida da Ferroviária, o bom Higor recebeu por trás de Malcoon e de três dedos mandou cruzado. A bola raspou a trave de Rafael Pin.

A Inter voltou com a mesma formação para o segundo tempo, mas a Ferroviária não. Caio Mancha, ex-centroavante do Palmeiras, entrou na vaga do apagado Léo Castro, artilheiro da última Série A-3 pelo Nacional.

ferroviaria 11

Aos 2 minutos, em sua primeira aparição, Caio Mancha só não abriu o placar porque Vinícius Pedalada salvou. No minuto seguinte, em um levantamento da direita, Rafael Pin saiu mal de sua meta e o zagueiro Patrick, substituto do titular Luan (lesionado) errou o cabeceio, caso contrário seria gol do time de Araraquara.

A Inter demorou para se assentar na etapa complementar. Aos 16, outro susto nos leoninos. O lateral Alisson desceu sozinho pela direita e cruzou na cabeça de Damasceno, que mandou para fora. Em seguida, o ala da Ferrinha recebeu o terceiro amarelo e não enfrenta a Inter na volta. O jogador chorou copiosamente em campo.

Aos 17, a Inter voltou a criar. Tom serviu Moisés, que finalizou para fora. Mas o volume de jogo do adversário incomodava João Vallim. Aos 29, Caio Mancha recebeu pela direita e mandou cruzado para a defesa de Rafael Pin.

ferroviaria 9

Aos 34, Vallim decidiu mexer na Inter, sacando Moisés para a entrada de Jow. Desta forma, Tom passou a armar a equipe. E logo em seu primeiro toque na bola, Jow chutou cruzado para a boa defesa de Tadeu.

Aos 37, Teco arriscou de fora da área e a bola passou perto da trave. O lance fez novamente a torcida leonina acordar, sentindo que o momento era esse. Mas aos 41, foi Pin que teve seu nome gritado. Saída excelente do goleiro alvinegro nos pés de Higor. Em grande fase, Pin ainda evitou o gol de Élvis, em arremate quase na pequena área.

A Inter pressionou nos minutos finais, principalmente nos laterais/escanteios de Vinícius Pedalada, mas a defesa da Ferrinha se segurou e garantiu o 0 a 0, mesmo placar do jogo válido pela segunda fase.

 

Ficha Técnica

Internacional 0 x 0 Ferroviária

Local – Limeirão
Árbitro – Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares – Bruno Salgado Rizzo e Alberto Poletto Masseira
Público – 3.632 pagantes
Renda – R$ 54.070,00
Internacional – Rafael Pin; Vinícius Pedalada, Balardim, Diego Baiano e Malcoon; Teco, Marquinhos e Moisés (Jow); Tom, Wesley e Lucas Douglas (Lucas Mineiro). Técnico – João Vallim.
Ferroviária – Tadeu; Alisson, Elton, Patrick e Daniel Vançan; William Favoni, Ikaro (Raniele) e Élvis; Higor, Léo Castro (Caio Mancha) e Damasceno (Kaiser). Técnico – PC de Oliveira.
Ocorrências – cartões amarelos para Wesley (IN), Alisson (3º), Patrick e Willian Favoni (FER).

*** Fotos – Beto Boscheiro/ Ferroviária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *