Tatiele abandona e Samuel chega entre os 20 primeiros da São Silvestre

Por Edmar Ferreira

Os dois limeirenses que largaram no pelotão de elite na 93ª Corrida Internacional de São Silvestre na manhã de hoje vivem sensações completamente diferentes após a prova.

De um lado a alegria de Samuel Souza do Nascimento, de 29 anos, que completou a prova entre os 20 primeiros colocados, melhorando em mais de três minutos o seu tempo na corrida.

Em 2016, o limeirense completou os 15 km em 51 minutos e hoje cruzou a linha de chegada com 48’20.

“Foi a São Silvestre mais forte dos últimos anos, tanto é verdade que os 11 primeiros colocados foram estrangeiros. A temperatura ajudou, uma vez que não estava sol. Fiz uma corrida muito boa. Claro que senti o cansaço, é normal, mas estou feliz com meu desempenho”, comentou por telefone.

Samuel melhorou todas as suas marcas nesta temporada: 10 km – 29’52, 21 km – 1’06″28, 42 km – 2h17h (estreia) e agora 48’20 na São Silvestre.

Para 2018, Samuel já tem uma prova agendada. A meia-maratona de Barcelona, na Espanha, em fevereiro. Se conseguir uma boa colocação, garante vaga no Mundial.

Do outro lado a tristeza de Tatiele de Carvalho, que precisou abandonar a prova no Km 8 em razão de fortes dores abdominais.

Nas redes sociais, a melhor brasileira do ano passado lamentou o ocorrido.

“Não é do meu feitio abandonar as provas que participo. Sempre vou até o fim. Mas as dores abdominais foram intensas hoje. Em 10 anos de carreira no atletismo, essa é apenas a terceira vez que abandono por problemas físicos. Mas isso não apaga o brilho da minha temporada, que foi muito boa e positiva. Gostaria muito de agradecer os patrocinadores que me apoiam”, comentou.

Vencedores

Dawit Admasu, corredor nascido na Etiópia e naturalizado barenita, venceu a 93ª Corrida Internacional de São Silvestre, com o tempo de 44m17s. Desta forma, conquistou o bicampeonato da corrida.

A disputa entre homens continua sem um campeão brasileiro desde a edição de 2010, quando o vencedor foi Marílson Gomes dos Santos.

O melhor brasileiro foi Ederson Vilela, que terminou na 12° posição, com o tempo de 46min58s.

Pódio da prova masculina:

1) Dawitt Admasu (ETI) – 44m17s
2) Belay Bezabh (ETI) – 44m33s
3) Edwin Rotich (QUE) – 44m43s
4) Birhanu Balew (BAH) – 45m06s
5) Paul Kipchumba Lonyangata (QUE) – 45m28s
12) Ederson Vilela (BRA) – 46m58

Na prova feminina, a vencedora foi uma corredora já conhecida. Segunda colocada em 2016, Flomena Cheyech Daniel, do Quênia, conquistou a vitória neste ano com o tempo de 50min18s.

Entre as brasileiras, a melhor colocada foi Joziane Silva Cardoso, que encerrou a prova na 10ª colocação, com 54min07s.

Pódio da prova feminina:

1) Flomena Cheyech (QUE) – 50min18s
2) Sintayehu Hailemichael (ETI) – 50min55s
3) Birhane Dibaba (ETI) – 50min77s
4) Wude Ayalew Yimer (ETI) – 51min35s
5) Paskalia Chepkorir (QUE) – 51min55s
10) Joziane Silva Cardoso (BRA) – 54min07s

*** Resultados oficiais serão publicados no site da corrida a partir do dia 3/1

*** Foto Sérgio Barzaghi/ site oficial da São Silvestre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *