João Vallim fica ou vai embora?

Por Edmar Ferreira

Essa é a pergunta que mais me fizeram nos últimos dias

Eu gostaria demais que “João Mourinho” ficasse…

É um técnico competente e muito querido por todos.

Ontem por exemplo, fiz uma enquete no meu Facebook.

Perguntei: “se você fosse o presidente da Inter, renovaria com João Vallim?”

Não deu outra…100% cravaram sim. Muitos escreveram até “renova logo”.

Mas confesso, não sei a resposta.

Tem muita gente falando no Limeirão.

Pelo que estou sentindo, acho difícil a sua permanência. A palavra “desgaste” é a mais ouvida.

Volto a escrever, eu gostaria demais que ele ficasse, afinal, fui um dos responsáveis por sua vinda para cá na A-3 de 2016.

Os números não mentem jamais

De 28/02/2016, data que marcou a estreia de João Vallim (Inter 0 x 1 São Carlos) até  21/03/2018 (Inter 1 x 1 São Bernardo) são 76 jogos.

O retrospecto é de 39 vitórias, 17 empates e 20 derrotas, 116 gols pró e 81 contra.

Ou seja, de 229 pontos em disputa, conquistou 134, um aproveitamento de 58,5%.

No Limeirão, esse aproveitamento sobe para 74,6%, com 38 jogos, 26 vitórias, 7 empates e 5 derrotas.

Já fora de casa, o aproveitamento é de 42,9%, com 38 jogos, 13 vitórias, 10 empates e 15 derrotas.

E Vallim está próximo de igualar a marca de Levir Culpi, segundo treinador que mais comandou a Inter, com 82 jogos. Pepe é o primeiro com 119.

fahel jr 1

Se João Vallim deixar a Internacional, muito provavelmente seu substituto seja Fahel Júnior (foto), que fez um ótimo trabalho no Rio Claro FC.

Fahel está muito bem cotado  na diretoria leonina e viria com uma base para a Copa Paulista.

Outro nome, que ontem foi comentado, é do Tuca Guimarães, campeão da Série A-3 com o Nacional.

O treinador se desligou ontem do Naça após a derrota em casa para o Água Santa por 2 a 1.

O repórter César Roberto sempre fala em Evaristo Piza, que comanda o XV de Piracicaba e esteve no Limeirão assistindo Inter 1 x 2 Guarani.

Vale lembrar que Piza já tinha enfrentado essas duas equipes, ou seja, não precisava “trabalhar” no dia. Seria um indício.

Enfim, a semana promete ser decisiva no Limeirão.

Uma coisa é certa. Se Vallim sair, será difícil a torcida leonina aceitar.

O carinho e o respeito para com o treinador são imensos. O professor realmente ocupou seu espaço com muito trabalho e dedicação.

E mesmo após cinco derrotas consecutivas, no momento de maior turbulência desde sua chegada, poucos torcedores chegaram a criticar o treinador.

A maioria continuou lhe apoiando pelo histórico. Foi até aplaudido nas cativas após a derrota para o Guarani.

Se Vallim deixar a Inter, no outro dia estará empregado. Que clube não gostaria de contar com o treinador?

Sem risco de rebaixamento, a Inter cumpre tabela no sábado, às 15h, em Diadema, contra o Água Santa.

 

chico macaco

Um comentário em “João Vallim fica ou vai embora?

  • 22 de março de 2018 a 16:11
    Permalink

    Se Vallim sair agora… acredito que a Inter estará dando um passo para trás no planejamento A1. Mas não sou diretor, muito menos presidente para saber o que está acontecendo lá… tenho fé e esperança de que ele fique.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *