Inter não perdia quatro partidas seguidas no Limeirão desde 2004

Por Edmar Ferreira

A Internacional voltou a decepcionar o seu torcedor ao perdeu para o Red Bull por 1 a 0, quarta-feira no Limeirão, pela penúltima rodada da Copa Paulista. O gol foi marcado por Léo Castro aos 34 minutos do 2º tempo.

Foi a quarta derrota seguida em casa. Os tropeços anteriores foram para Ferroviária (2 x 0), Rio Claro (2 x 0) e XV de Piracicaba (2 x 1).

A Inter não perdia quatro jogos seguidos no Limeirão desde 2004/05. Entre a Copa Paulista de 2004 e a Série A-1 do Campeonato Paulista de 2005 foram sete derrotas seguidas no Major Levy.

Curiosamente, foram quatro derrotas por 1 a 0 na Copa Paulista, para Ponte Preta B, XV de Jaú, Noroeste e União São João.

Na estreia da Série A-1 de 2005, o Leão foi goleado pelo Palmeiras por 5 a 3, no Major Levy. Foram mais duas derrotas em casa para Mogi Mirim (3 x 2) e Corinthians (2 x 0). Apenas no oitavo jogo o Leão, enfim venceu: 2 x 1 na Portuguesa, gols de Alexandre Salles e Netinho.

A Internacional também completou sete jogos sem vitória. São três empates e quatro derrotas. A última vez que a Inter ficou tanto tempo sem vencer foi há exatos seis anos.

Nas temporadas 2012/13, ambas pela Série A-3 do Campeonato Paulista, o Leão perdeu seis partidas e empatou uma. O jejum terminou em 16/02/2013, com a vitória sobre o São Vicente por 1 a 0, na estreia do técnico Paulo Cezar Catanoce, gol de Alex Cambalhota.

Derrota justa

E foi uma vitória justa do Red Bull, tanto é verdade, que novamente o goleiro Moisés Nunes foi eleito o melhor jogador em campo, praticando dois verdadeiros milagres e evitando um placar mais elástico.

O travessão também impediu dois gols do Red Bull. O primeiro, através de uma falta frontal cobrada pelo meia Everton. E no segundo, num tubaço do volante Jean de fora da área.

A Inter pouco criou. O goleiro Júlio César, ex-Corinthians, fez apenas uma defesa, através de um chute de Marquinhos de fora da área.

Pela primeira vez, João Vallim promoveu três alterações no intervalo de um jogo. Saíram Mizael, Calixto e Leleco para as entradas de Michel, Nikão e Moisés.

No final da partida, vários torcedores da Inter protestaram na saída dos jogadores para os vestiários. Apenas o goleiro Moisés Nunes foi aplaudido.

Matemática

Como o Rio Claro perdeu para a Ferroviária por 2 a 0, no Schmidtão e o Desportivo Brasil foi surpreendido pelo Noroeste por 1 a 0, em Porto Feliz, a Inter vai para a última rodada com chances de classificação.

Ferroviária com 22 pontos, XV de Piracicaba com 17 e Red Bull com 16 já estão classificados para a segunda fase. Resta uma vaga.

O Noroeste, neste momento, está em quarto lugar com 13 pontos, porém folgará na última rodada. O Desportivo Brasil é o quinto com 11 e depende apenas de suas forças. Basta vencer o Red Bull, em Campinas.

O Rio Claro é o penúltimo, também com 11 pontos. O Azulão precisa vencer o XV em Piracicaba e torcer para o Desportivo Brasil não derrotar o Red Bull. Nesse caso o saldo de gols pode definir a vaga.

A Inter está em último lugar, com 10 pontos. Sendo assim, o Leão terá que derrotar a Ferroviária, amanhã às 15h, em Araraquara e ainda torcer para que Desportivo Brasil e Rio Claro não vençam seus jogos.

Atual jejum de vitórias:

22/08/18 – Red Bull 0 x 0 Inter
25/08/18 – Inter 0 x 2 Ferroviária
02/09/18 – Desportivo 0 x 0 Inter
08/09/18 – Inter 0 x 2 Rio Claro
12/09/18 – Inter 1 x 2 XV de Piracicaba
15/09/18 – Noroeste 2 x 2 Inter
19/09/18 – Inter 0 x 1 Red Bull

Último jejum de vitórias:

28/04/12 – Batatais 0 x 0 Inter
02/05/12 – Inter 0 x 1 Rio Branco
06/05/12 – Capivariano 2 x 0 Inter
26/01/13 – Sertãozinho 3 x 1 Inter
30/01/13 – Inter 0 x 2 Flamengo
02/02/13 – Marília 2 x 1 Inter
08/02/13 – Batatais 1 x 0 Inter

 

chico macaco 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *