Primeiro finalista da Taça Libertadores será conhecido hoje na Arena do Grêmio

Após vencer o River Plate por 1 a 0 (gol de Michel), semana passada em pleno Monumental de Nuñez, o Grêmio recebe o time argentino, hoje às 21h45, em sua arena, pelo jogo de volta das semifinais da Taça Libertadores da América. Os 55 mil ingressos se esgotaram rapidamente.

O time gaúcho tem a vantagem do empate. Caso o River devolva o placar, a decisão da vaga será nas penalidades máximas. Os argentinos se classificam com uma vitória por dois ou mais gols de diferença ou por exemplo, por 3 a 2, pois faria dois gols como visitante.

Técnico Renato Gaúcho não poderá contar com o zagueiro argentino Kannemann, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Como Bressan atuou pelo time misto do Grêmio na derrota para o Sport por 4 a 3, sábado pelo Brasileirão, é provável que Paulo Miranda forme a dupla de zaga com Pedro Geromel.

Pela primeira vez, Renato adota o mistério. Uma de suas dúvidas está na lateral-direita entre Léo Moura e Leonardo Gomes. O veterano de 40 anos está recuperado de uma lesão na panturrilha esquerda e está à disposição. Por outro lado, o novato foi um dos melhores em campo na Argentina.

No ataque o treinador espera pela recuperação completa de Everton. O atacante não atua desde o dia 6 de outubro, quando se lesionou no empate contra o Bahia, pelo Brasileirão. O jogador foi inclusive cortado da seleção brasileira.

Everton treinou com bola pela primeira vez e por isso, deve começar no banco. Já Luan está fora do duelo. Ele não participou do coletivo final e deixou o CT mais cedo. O craque sofreu uma ruptura parcial da fáscia (tecido) na planta do pé direito. Também sofre com um desconforto muscular na coxa direita.

A delegação do River foi recepcionada no Brasil pelo meia D’Alessandro, do Internacional/RS. O jogador atuou pelo time argentino e é um dos ídolos da torcida.

No fim de semana, o River venceu o Aldosivi por 1 a 0, pelo Campeonato Argentino. Técnico Marcelo Galhardo poupou 10 titulares. Apenas o goleiro Franco Armani atuou. O River soma 16 pontos e ocupa a quarta colocação no campeonato nacional.

O treinador argentino reclamou do estado do gramado da arena gremista, que recebeu no último dia 23, o show da cantora Shakira.

Em toda história do confronto, Grêmio e River Plate jogaram 18 vezes, com 10 vitórias do time gaúcho, dois empates e seis vitórias do clube argentino. O time brasileiro marcou 30 gols e sofreu 23.

O outro finalista será conhecido amanhã. O Palmeiras recebe o Boca Juniors, às 21h45, no Allianz Parque. No jogo de ida, disputado em Labombonera, o time argentino venceu por 2 a 0.

Grêmio x River Plate

Grêmio – Marcelo Grohe; Léo Moura (Leonardo Gomes); Paulo Miranda, Pedro Geromel e Cortez; Michel, Ramiro, Cícero e Maicon; Everton (Alisson) e Jael. Técnico – Renato Gaúcho.
River Plate – Franco Armani; Gonzalo Montiel, Jonatan Maidana, Javier Pinola e Milton Casco; Leonardo Ponzio, Ezequiel Palacios, Juan Fernando Quintero e Rafael Santos Borré; Ignacio Scocco e Lucas Pratto (Martinéz). Técnico – Marcelo Gallardo.
Árbitro – Andrés Cunha (URU)
Local – Arena do Grêmio, 21h45.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *