Abílio Pedro reage e evita derrota para o Estoril na primeira partida da final

Por Edmar Ferreira

Um jogaço. Assim foi o empate por 2 a 2 entre Abílio Pedro e Estoril na partida de ida da final do Campeonato Amador da Primeira Divisão.

O CT Pinóquio recebeu mais de mil torcedores nesta manhã.

Um clima de muita rivalidade entre as equipes e provocações ao meia Tokinho, que enfrentava sua ex-equipe.

Na fase de classificação o Estoril levou a melhor e venceu por 2 a 1, com dois gols de Deivinho.

Mas o artilheiro da Primeirona com 20 gols se lesionou logo aos 3 minutos de jogo e deu lugar a Well.

O Estoril abriu o placar aos 24 minutos em uma pintura de gol. O lateral PC fez o passe para Lucas Duni, que apenas desviou para Tokinho. O meia invadiu a área e tocou de lado para o gol de Churrasquinho: 1 x 0.

No fim do primeiro tempo, PC em magistral cobrança de falta ampliou a vantagem do time comandado por Marcellus Miranda: 2 x 0.

A reação do Abílio Pedro começou com as entradas de Azul e Vinícius. O time consertou o meio de campo e passou a jogar na área do adversário. Aos 11 minutos, Thiaguinho recebeu no comando e abriu na ponta-esquerda para Andersinho. O lateral cruzou para Daniel, mas Tokinho cortou a frente e marcou contra: 2 x 1.

O jogo pegou fogo e a torcida do Abílio Pedro novamente fez a diferença. A situação do Estoril se complicou ainda mais com a expulsão do habilidoso meia Cleitinho, após falta em Daniel.

Até que aos 42 minutos, outra vez Thiaguinho. Após insistência de Vinícius pela direita, o atacante apenas ajeitou para a bomba de Bismarque da meia-esquerda, no ângulo de Chico: 2 x 2 e explosão de alegria da Fúria Abilhão.

O jogo de volta deve ser confirmado pela Liga Desportiva Limeirense para o próximo domingo no Pradão. Por ter feito a melhor campanha na fase de classificação, o Estoril tem a vantagem de um novo empate.

decisão empate 1

 

Segundona

O Classe A largou na frente na final da Segunda Divisão do Campeonato Amador de Limeira. Na preliminar do CT Pinóquio, o time de melhor campanha na fase de classificação venceu o Nação Galista por 1 a 0, gol de pênalti do centroavante Alex. Foi o 26º gol do artilheiro da divisão.

Muita reclamação por parte dos jogadores do Nação Galista, uma vez que Alex empurrou o zagueiro Marcão no lance que originou o pênalti. O zagueiro Keven foi expulso.

No jogo de volta o Nação Galista, do meia Piá, terá que vencer por dois gols de diferença para ser o campeão. O Classe A, dono do melhor ataque com 71 gols, pode até perder por um gol de diferença.

*** Fotos – Adriano Anthero 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *