Inter torna-se infalível no jogo aéreo na A-2

Por Edmar Ferreira

Cinco gols marcados, todos eles de cabeça. Esse é o retrospecto da Internacional nas três primeiras rodadas do Campeonato Paulista da Série A-2. O Leão tem levado vantagem sobre os rivais no jogo aéreo.

Na estreia contra o XV de Piracicaba, na derrota por 3 a 2, os dois gols leoninos surgiram em cobranças de escanteio. O primeiro deles de Nata após cruzamento de Mael e o segundo do zagueiro Jean Pablo, após levantamento de Michel.

No meio de semana em São Bernardo, Nata abriu o placar em nova cobrança de escanteio de Mael. O segundo surgiu de um cruzamento de Luís Roberto da direita, que Nata ajeitou de cabeça para a conclusão, também de cabeça, do zagueiro Brunão.

Já contra o Sertãozinho no sábado, na importante vitória por 1 a 0, Brunão escapou pela direita e cruzou na cabeça de Tcharlles.

Para se ter um comparativo, na Série A-2 do ano passado a Inter marcou 24 gols em 15 jogos. Foram 14 com os pés, sete de cabeça e três de pênalti, sendo 12 no primeiro tempo e 12 na etapa complementar.

Na Copa Paulista foram apenas 11 gols em 12 jogos. Somente um foi de cabeça. Foram outros nove com os pés e um de pênalti. Quatro no primeiro tempo e sete no segundo.

A Internacional ocupa a sexta colocação da Série A-2, com seis pontos, um a menos que os líderes Água Santa e XV de Piracicaba. Amanhã o alvinegro recebe o Atibaia, às 20h, no Limeirão.

O adversário leonino perdeu na estreia para o Linense por 3 a 1, no Limeirão e vem de dois empates seguidos: 1 x 1 contra o Votuporanguense, em Votuporanga e 2 x 2 diante do São Bernardo, em Americana.

2007

A última vez que a Inter venceu dois jogos seguidos fora de casa pela Série A-2 foi em 2007. Com Michael Robin no comando, o Leão venceu o Mogi Mirim por 1 a 0, gol de Emílio e a Portuguesa Santista por 2 a 1, gols de Albéris e Emílio.

*** Foto – Luciano André/ Sertãozinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *