João Vallim completará 100 jogos pela Inter de Limeira em Santo André

Por Edmar Ferreira

João Vallim atingirá uma marca histórica amanhã. No confronto contra o Santo André, às 15h, no Estádio Bruno José Daniel, pela 11ª rodada da Série A-2, o treinador completará 100 jogos no comando da Internacional.

Contratado no dia 26 de fevereiro de 2016, Vallim está à frente do Leão há exatos 1.106 dias. Dos 99 jogos realizados até agora, “João Mourinho” tem o retrospecto de 46 vitórias, 25 empates e 28 derrotas. Seu ataque marcou 140 gols e sua defesa sofreu 109, saldo positivo de 31 gols.

Dos 297 pontos que disputou ao longo dessas três temporadas, Vallim conquistou 163, o que dá um aproveitamento de 54,8%.

Vallim evitou o rebaixamento do Leão para a Segundona em 2016. No ano seguinte, levou a Inter para a Série A-2, conquistando o vice da Série A-3. Foi vice também da Copa Paulista, perdendo a final para a Ferroviária. Pela primeira vez na história, a Veterana disputou a Copa do Brasil.

Vallim vai se tornar apenas o segundo técnico na história a atingir 100 jogos pelo clube. Até então o único a conseguir esse feito foi José Macia, o Pepe, com 119 partidas.

Pela Inter, Vallim enfrentou 43 times diferentes. O Desportivo Brasil foi o adversário que ele mais encarou, com sete confrontos.

A maior vítima do treinador foi o Nacional, com quatro vitórias. Justamente o time que causou a maior frustração de sua passagem pelo clube até agora, com o vice da Série A-3, graças a derrota em pleno Limeirão por 2 a 0. Já o XV de Piracicaba é o maior algoz do treinador, com cinco derrotas.

No Limeirão, Vallim tem o aproveitamento de 63,2%. Em 49 jogos, venceu 27, empatou 12 e perdeu 10. Seu ataque marcou 69 gols e sua defesa sofreu 40, saldo de 29. Dos 147 pontos que disputou, conquistou 93.

Já fora de casa, o aproveitamento cai para 46,6%. Foram 50 jogos, com 19 vitórias, 13 empates e 18 derrotas. Seu ataque marcou 71 gols e sua defesa sofreu 69, saldo de 2. Conquistou 70 pontos de 150 possíveis.

Na atual Série A-2, a Inter ocupa a sexta colocação com 16 pontos e dormirá no G-8 (grupo de classificados) na próxima rodada, pois tem quatro pontos de vantagem para o Votuporanguense, nono colocado.

A Inter não vence em casa há nove jogos (cinco derrotas e quatro empates), mas por outro lado, Vallim tem o melhor aproveitamento fora de casa na história da Série A-2, com quatro vitórias e uma derrota apenas, para o Água Santa, em Diadema, por 3 a 1.

Curiosidades de João Vallim na Inter:

1) Das 46 vitórias de Vallim pela Inter, os dois placares mais frequentes foram 1 x 0 e 2 x 1, com 14 vezes cada. Por quatro vezes a Inter venceu por 2 a 0.

2) Das 28 derrotas de Vallim na Inter, o placar mais frequente foi 2 a 1 para o adversário, com nove vezes. Em cinco ocasiões o Leão perdeu por 1 a 0 e em outras cinco por 2 a 0.

3) Dos 25 empates de Vallim na Inter, 11 foram por 0 a 0, outros oito por 1 a 1 e seis vezes por 2 a 2.

4) Vallim perdeu os dois primeiros jogos pela Inter: 28/02/16 – Inter 0 x 1 São Carlos e 02/03/16 – Olímpia 2 x 1 Inter.

5) Volante Rubens foi o primeiro jogador a marcar um gol na “Era João Vallim” na Inter.

6) 42 jogadores diferentes marcaram pela Inter sob o comando de Vallim. Os cinco maiores artilheiros são: Tom (26), Wesley (18), Éder Paulista (13), Moisés (10) e Lucas Douglas (6).

7) Dos 99 jogos de Vallim pela Inter, o que teve mais gols foi Sertãozinho 4 x 3 Inter, em 03/03/2018.

8) Maiores goleadas aplicadas pela Inter na “Era Vallim”: 4 a 1 em quatro oportunidades: Comercial em 06/03/2016, no Limeirão, Taboão da Serra em 30/08/2017, fora de casa, Audax em 17/01/2018, no Limeirão e Taubaté, em 17/03/2018, no Limeirão,

9) Maior goleada sofrida por Vallim na Inter foi 4 a 2 para o Fernandópolis, fora de casa, em 19/03/2016.

10) Maior sequência de vitórias = 5

11) Maior invencibilidade = 10 jogos

12) Maior jejum de vitórias = 7 jogos

99 jogos de Vallim:

7 jogos – Desportivo Brasil
6 jogos – Ferroviária e XV de Piracicaba
5 jogos – Nacional e Taboão da Serra
4 jogos – Atibaia, Água Santa, Noroeste e Rio Claro
3 jogos – Audax, Monte Azul, Rio Branco e Sertãozinho
2 jogos – Comercial, Juventus, Linense, Osasco, Olímpia, Portuguesa, Penapolense, Red Bull, São Carlos, São Paulo, São Bernardo e Votuporanguense
1 jogo – Barueri, Batatais, Catanduvense, Fernandópolis, Flamengo de Guarulhos, Guarani, Independente, Matonense, Marília, Oeste, Primavera, Paulista, Portuguesa Santista, Ponte Preta, Rio Preto, Rio Branco/AC, São José e Taubaté

46 vitórias de Vallim:

4 vezes – Nacional
3 vezes – Rio Branco e Taboão da Serra
2 vezes – Água Santa, Desportivo Brasil, Portuguesa, Rio Claro, São Paulo e Sertãozinho
1 vez – Atibaia, Audax, Barueri, Comercial, Catanduvense, Ferroviária, Independente, Linense, Noroeste, Marília, Matonense, Monte Azul, Osasco, Oeste, Portuguesa Santista, Primavera, Paulista, Rio Preto, Rio Branco/AC, São Carlos, São José, São Bernardo, Taubaté e XV de Piracicaba.

25 empates de Vallim:

4 vezes – Ferroviária
3 vezes – Atibaia e Desportivo Brasil
2 vezes – Audax, Noroeste e Penapolense
1 vez – Batatais, Comercial, Juventus, Linense, Monte Azul, Olímpia, São Bernardo, Red Bull e Votuporanguense

28 derrotas de Vallim:

5 vezes – XV de Piracicaba
2 vezes – Água Santa, Desportivo Brasil, Rio Claro e Taubaté
1 vez – Ferroviária, Fernandópolis, Flamengo de Guarulhos, Guarani, Juventus, Monte Azul, Noroeste, Nacional, Olímpia, Osasco, Ponte Preta, São Carlos, Sertãozinho, Red Bull e Votuporanguense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *