Edilson pode comandar a Inter na Copa Paulista e Paulo Roberto na A-1

Por Edmar Ferreira

Graças ao trabalho competente que realizou durante o Campeonato Paulista da Série A-2, atuando como auxiliar de João Vallim, o ex-volante Edilson Santos tem grande chance de comandar o Leão na Copa Paulista. A estreia da Inter será no dia 23 de junho, contra o XV de Piracicaba, no Limeirão.

Seu nome agrada os jogadores que permaneceram e é praticamente um consenso entre a diretoria alvinegra, que economizaria e ao mesmo tempo teria um profissional acostumado com o dia a dia do clube.

Edilson faz um trabalho de campo como poucos. Seus treinos táticos durante a temporada chamaram a atenção. Se repertório de jogadas ensaiadas é seu diferencial.

Existe até mesmo a intenção de convidar o lateral PC para ser auxiliar-técnico de Edilson. O jogador não teve seu contrato renovado após a Série A-2. PC teria até a chance de comandar o Sub-20 do Leão no futuro.

Edilson só não comandaria a Inter se a diretoria contratar um novo técnico até lá e o mesmo se propor a dirigir o time na Copa Paulista. Hoje o nome mais comentado no Limeirão é o de Paulo Roberto Santos, que fez excelentes trabalhos no Rio Claro e São Bento.

 

paulo roberto 5

 

O “Luxemburgo do Interior” interessa também ao Santo André, que a exemplo da Inter, subiu para a elite do futebol paulista e perdeu seu treinador Fernando Marchiori para o Água Santa.

Seis jogadores devem renovar contrato para a Copa Paulista, são eles os goleiros Rafael Pin e Moisés, o lateral Alisson, os zagueiros Jean Pablo e Oliveira e o atacante Tcharlles.

O volante Marquinhos, o meia Luiz Carlos e o atacante Gabriel Ramalho também ficam, pois têm contrato vigente com a Inter. Rafael Pin tem uma boa proposta do Sampaio Corrêa para disputar a Série C do Campeonato Brasileiro e pode ser emprestado.

O limeirense Nata, peça importante no acesso da Veterana, conversou com o presidente, mas ainda não renovou. O jogador queria um contrato até o final do Paulistão de 2020, mas a proposta inicial é um acerto apenas até o fim da Copa Paulista.

O novo gerente de futebol da Inter é Odair Batista, ex-Desportivo Brasil. O profissional foi auxiliar técnico do Guarani no vice do Campeonato Paulista de 2012, quando perdeu para o Santos. Até por isso, ontem surgiu a informação de que Oswaldo Alvarez, o Vadão, estaria entre os nomes a serem estudados pela Inter. Hoje, o treinador comanda a seleção brasileira feminina.

A Inter já tem alguns jogadores contratados para a Copa Paulista, mas seus nomes serão divulgados apenas nos próximos dias. Segundo informações, não será um time modesto como a imprensa e a torcida imaginam, até pela crise financeira da qual atravessa o clube. Muitos jogadores vêm emprestados de clubes até da Série B do Brasileiro.

Ontem, Celso Potechi esteve reunido com o prefeito Mario Botion. Enquanto isso, o Limeirão passa por pequenas reformas. A principal delas é no alojamento. Nenhum jogador está alojado neste momento no estádio.

2020

A Inter já está fazendo um planejamento de patrocinadores para a camisa do Paulistão de 2020. Serão 10 espaços disponíveis: um nos ombros, um na omoplata, três frontais (sendo um deles o patrocinador máster), um nas costas acima, um dos números, um nas costas abaixo e outros dois nos calções. A expectativa é faturar algo em torno de R$ 120 mil mensais, no mínimo.

Vale lembrar que a Inter receberá cerca de R$ 3,3 milhões de cota da Federação Paulista de Futebol por participar do Paulistão. Deste valor, 30% serão retidos para pagar dívidas trabalhistas. O Leão teria cerca de R$ 2 milhões para montar o time, ou seja, a folha teria que girar em torno de R$ 500 mil, bem abaixo dos seus concorrentes de Paulistão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *