Internacional segue firme no caminho para reestruturação e contrata CEO

A Internacional deu mais um importante passo na busca de sua reestruturação como clube profissional. Após a conquista do acesso à Série A1, e a divulgação da nova comissão técnica, o clube agora oficializou a contratação de um profissional inédito na história do Leão, um CEO (Chief Executive Officer).

O cargo será ocupado por Enrico Ambrogini, 30, que é ex-diretor do Bom Senso F.C., movimento criado em 2013 por jogadores brasileiros que lutavam por melhorias no futebol nacional, principalmente no que se diz respeito ao calendário.

A contratação do novo profissional foi definida nesta segunda-feira (20) e o vínculo contratual é válido por 18 meses, exatamente quando se encerra o mandato desta diretoria. Porém, antes de assumir definitivamente a função, Enrico retorna a Londres para concluir o curso de gestão esportiva Sport Management and the Business of Football (MSc), na faculdade de Birkbeck, na University of London, sendo o único brasileiro da turma.

“O clube como um todo está passando por mudanças. Desde a parte administrativa até os jogadores. A torcida da Inter pode ter certeza que iremos nos dedicar muito para, juntos, fazermos um grande trabalho na Copa Paulista deste ano e, principalmente, na elite do Campeonato Paulista do ano que vem. Profissionalização será a palavra chave” afirmou o executivo.

Enrico, natural de São Paulo, tem fortes ligações com Limeira, onde inclusive possui parentes. “É uma honra muito grande ser escolhido pela Inter de Limeira como novo CEO do clube. Fui para Londres no ano passado para me especializar e aprender ainda mais, com objetivo de retornar ao Brasil e poder contribuir com um projeto como o que me foi apresentado. Trabalhar em Limeira será particularmente satisfatório, já que passei boa parte da minha infância e juventude na cidade, na casa do meu avô, que até hoje mora lá, além de outros familiares”, completou.

Além de liderar o movimento Bom Senso F.C. (2013 a 2016), o jovem CEO acumula experiência como diretor-executivo e CEO do Espírito Santo FC (2017 a 2018), além de estágio no Flamengo, em 2012, com Rodrigo Caetano.

“É realmente algo grandioso para a história da Internacional. Pensávamos em contar com um profissional deste porte daqui um ou dois anos, mas o futebol é assim, as oportunidades surgem e precisamos estar preparados para aceitá-las. Enrico se mostrou um profissional diferenciado, experiente, apesar da idade, e com potencial enorme de ajudar a colocar a Inter nos trilhos. Vamos trabalhar juntos para que a Inter se estruture a cada dia mais, podendo até optar em um dia se tornar um clube empresa”, destaca o presidente Celso Potechi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *