Edilson Santos interrompe sequência de derrotas em estreias de técnicos na Inter

Por Edmar Ferreira

Graças ao gol de Thiaguinho aos 44 minutos do segundo tempo, Edilson Santos não se tornou o quarto técnico seguido da Internacional a estrear com uma derrota por 1 a 0.

Os últimos três treinadores que comandaram o Leão perderam na estreia pelo placar mínimo. Betão Alcântara foi derrotado pelo União Barbarense, em Santa Bárbara d’Oeste, em 20/07/2014, na abertura da Copa Paulista.

Jorge Parraga assumiu a Inter na Série A-3 de 2016 e perdeu seu primeiro jogo por 1 a 0 para o São José, em pleno Limeirão, em 31/01. Com sua demissão, João Vallim assumiu e também não foi bem em sua estreia. Derrota para o São Carlos, no Major Levy, por 1 a 0, em 27/02/2016.

O último técnico que estreou com vitória na Internacional foi Paulo Cezar Catanoce. No dia 16 de fevereiro de 2013, o treinador comandou a Veterana contra o São Vicente, no Limeirão. Placar de 1 a 0, gol de Alex Cambalhota.

A Inter teve até hoje 103 treinadores em sua história e Edilson Santos é o 34º que estreou com empate. Outros 31 venceram no primeiro jogo, enquanto 37 saíram derrotados.

Jogo

Com apenas três titulares em campo do time que subiu para a divisão de elite (Rafael Pin, Jean Pablo e Marquinhos), a Internacional deixou uma boa impressão diante do XV de Piracicaba.

Claro, que Rafael Pin fez três defesas espetaculares, evitando a derrota, mas a marcação forte imposta pelos leoninos supriu a falta de entrosamento. O Nho Quim por exemplo, renovou com 90% do elenco que perdeu o acesso para a Inter. Só perdeu Mizael, Walfrido, Ronaldo e Ítalo.

Aos 33 minutos do segundo tempo, o lateral Jefferson Feijão deu uma assistência perfeita para Macena. O atacante protegeu a bola, tomou a frente de Jean Pablo e bateu sem chances para Pin: 1 a 0.

Quando o torcedor leonino estava deixando o Limeirão, Rafael Ferro acionou Thiaguinho pela direita. O atacante cruzou rasteiro e com curva. O zagueiro Paulão ameaçou cortar e furou, atrapalhando o goleiro Luiz Fernando, que aceitou: 1 a 1.

Os jogadores do XV de Piracicaba perderam a cabeça. João Veras, que tinha acabado de entrar no jogo e o lateral Robertinho foram expulsos por reclamação.

Mesmo com dois homens a mais em campo, a Inter não conseguiu o gol da virada. Final 1 a 1. O Leão volta a jogar no próximo domingo, às 10h, em Bauru, diante do Noroeste.

Situação

Nos outros dois jogos do Grupo 2, o Rio Claro venceu o dérbi contra o Velo Clube por 2 a 0, gols de Gustavo Sapeka e Rodrigo, enquanto o Atibaia, do técnico João Vallim, bateu o Noroeste por 2 a 1, gols de Márcio e Gian. Pedro Felipe descontou.

A classificação está assim: 1) Rio Claro e Atibaia 3, 3) Internacional e XV de Piracicaba 1, 5) Noroeste e Velo Clube 0.

No próximo fim de semana: Noroeste x Internacional, XV de Piracicaba x Rio Claro e Velo Clube x Atibaia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *