Tabu para Edilson Santos quebrar: Inter não vence o Noroeste, em Bauru, há 23 anos

Por Edmar Ferreira

João Vallim ganhou a fama de “exterminador de tabus”. Quem sabe o seu fiel escudeiro Edilson Santos não faça o mesmo. Logo de cara, encerrou a sequência de três derrotas seguidas em estreias de treinadores.

Agora, Edilson encara um longo jejum pela frente. Faz 23 anos que a Inter não vence o Noroeste, em Bauru. A última vitória no Alfredo de Castilho foi no dia 19/05/1996, pela Série A-2. Placar de 3 a 2, gols de Paulinho, Jomar e Lisandro.

De lá para cá foram três jogos apenas, com dois empates por 2 a 2, um pela Série A-2 de 2017 e outro na Copa Paulista do ano passado, e uma vitória do time da casa por 3 a 2, pela Copa Paulista de 2004.

Os times se enfrentaram 15 vezes no Alfredo de Castilho. Foram quatro vitórias leoninas, cinco empates (os últimos dois por 2 a 2) e seis vitórias do time da casa. O alvinegro marcou 20 gols e sofreu 28.

Em toda a história, foram 33 confrontos: dez vitórias leoninas, nove empates e 14 vitórias do Norusca. O Leão marcou 40 gols e sofreu 45.

Definição do time

A Internacional enfrenta o Noroeste, neste domingo, às 10h, no Estádio Alfredo de Castilho.

Será o segundo jogo de Edilson Santos à frente da Veterana. Na estreia, ficou no 1 a 1 com o XV de Piracicaba, no Limeirão, graças ao gol de Thiaguinho aos 44 minutos do segundo tempo.

Aliás, Edilson interrompeu uma sequência de três derrotas seguidas em estreias de treinadores pelo Leão. Vale lembrar que Betão Alcântara, Jorge Parraga e João Vallim perderam o primeiro jogo por 1 a 0.

A Inter agradou na estreia. Sendo assim, Edilson manterá a mesma formação. O único problema é que o treinador não poderá contar com o zagueiro Brunão, vetado pelo Departamento Médico em razão de um estiramento muscular.

Durante os treinamentos da semana, o técnico testou Wallace e Oliveira. O primeiro entrou contra o XV no momento da lesão de Brunão. Já o mais experiente se recuperou fisicamente e está pronto para reviver a dupla de zaga com Jean Pablo. A definição de quem jogará acontecerá minutos antes da partida.

O Noroeste corria o risco de dar até um WO. O time de Bauru rompeu a parceria com a RN Sports, menos de uma semana após o acerto. Sendo assim, 13 jogadores foram desligados do clube, além do técnico Adriano Kanaã.

Na estreia, o Noroeste perdeu para o Atibaia por 2 a 1, de virada. Hoje o time de Bauru conta com apenas 14 jogadores, sendo 11 remanescentes da Série A-3 e mais três reforços que chegaram esta semana do Barretos, são eles o lateral Artur, o zagueiro Matheus Blade e o meia Yamada. Gilmar Minelli, até então auxiliar de Adriano Kanaã, foi promovido ao posto de treinador.

Noroeste x Internacional

Noroeste – Tales, Artur, Jean Pierre, Vitor Gava e Renan; Felipe Merlo, Diego Souza, Igor Pimenta e John; Pedro e Chico. Técnico – Gilmar Minelli.
Internacional – Rafael Pin; Ferrugem, Oliveira (Wallace), Jean Pablo e Franklin; Bruno Formigoni, Marquinhos e Helton Luiz; Vinícius Pivetta, Everton Sena e Thiaguinho. Técnico – Edilson Santos.
Árbitro – João Vitor Gobi
Auxiliares – Mrlon Spinola e Orlando Coelho Júnior
Local – Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, às 10h.

Confrontos em Bauru

29/07/1979 – Noroeste 5 x 0 Internacional
20/08/1980 – Noroeste 3 x 0 Internacional
05/07/1981 – Noroeste 2 x 1 Internacional
09/06/1985 – Noroeste 1 x 1 Internacional
07/06/1987 – Noroeste 0 x 0 Internacional
16/04/1989 – Noroeste 0 x 2 Internacional
27/05/1990 – Noroeste 1 x 2 Internacional
17/02/1991 – Noroeste 2 x 1 Internacional
27/10/1991 – Noroeste 0 x 1 Internacional
18/10/1992 – Noroeste 2 x 0 Internacional
24/04/1994 – Noroeste 3 x 3 Internacional
19/05/1996 – Noroeste 2 x 3 Internacional
18/07/2004 – Noroeste 3 x 2 Internacional
12/02/2017 – Noroeste 2 x 2 Internacional
15/09/2018 – Noroeste 2 x 2 Internacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *