Categorias
Grandes de SP

Com medo da Justiça, Corinthians não quer jogar mais à noite e aos domingos

Redes Sociais Esportivas

O Corinthians não quer mais jogar no período noturno e também aos domingos. A decisão foi comunicada ontem à CBF (Confederação Brasileira de Futebol), FPF (Federação Paulista) e a Rede Globo por meio do presidente Andrés Sanchez.

Em um dos trechos, o dirigente limeirense avisa: “Na hipótese de serem agendadas partidas à noite ou aos domingos, o Sport Club Corinthians Paulista se reserva no direito de eventualmente não participar dos referidos jogos”.

O veto, segundo o jornalista Jorge Nicola, se deve a duas decisões recentes da Justiça que beneficiaram jogadores: Paulo André contra o próprio Corinthians, e Maicon contra o São Paulo. Eles cobraram em ações na Justiça remunerações referentes a adicional noturno, domingo e feriados.

No caso de Paulo André, o processo foi de R$ 1,2 milhão. Porém, o ex-zagueiro fez um acordo e o Timão pagará R$ 750 mil de forma parcelada. Já Maicon venceu o Tricolor em primeira instância e pode faturar até R$ 700 mil.

Sanchez foi mais além e afirmou que os clubes enfrentam muitos processos exatamente por jogar à noite e aos domingos. “Inúmeras são as decisões judiciais, confirmadas inclusive pelas instâncias superiores, condenando as entidades de prática desportivas empregadoras a pagar aos atletas profissionais de futebol adicionais por partidas realizadas à noite, assim como por suposta violação ao direito de repouso semanal remunerado, especialmente quando há jogos realizados aos sábados/domingos, seguidos por jogos no meio da semana e novamente no sábado/domingo seguinte”, explicou.

Jô pode voltar

Andrés Sanchez afirmou que considera como possível o retorno do atacante Jô ao time alvinegro em um futuro próximo.

Revelado nas categorias de base da equipe e goleador do Campeonato Brasileiro de 2017 com 18 gols, o jogador está no Nagoya Grampus Eight, do Japão, desde 2018 e tem contrato válido somente até o final desta temporada.

O jogador completou 33 anos em março e tem recebido poucas oportunidades na equipe atual.

Jô estreou como profissional pelo Corinthians em 2003 e permaneceu até deixar a equipe em 2005 rumo ao CSKA Moscou, da Rússia. O retorno ao clube se deu em 2017, após ficar sem contrato ao término de uma passagem rápida pela China.

Na ocasião, foi um dos destaques do time campeão paulista e brasileiro daquela temporada sob o comando do técnico Fábio Carille. Por isso, acabou valorizado e foi vendido ao futebol japonês por mais de R$ 40 milhões.

Sobre o volante Paulinho, o jogador está no Guangzhou Evergrande, da China, mas utilizou as instalações da equipe alvinegra em São Paulo para treinar por algumas semanas no início deste ano. Segundo Sanchez, o jogador tem mais dois ou três anos na China.

Renovação de Léo Santos

O Corinthians confirmou a renovação do contrato do zagueiro Léo Santos. O jogador de 21 anos, formado nas divisões de base do clube, tinha acordo com término previsto para setembro, mas agora passa a estar vinculado ao time paulista até 2023.

Léo Santos teve problemas com contusões em 2019. O zagueiro retornou precocemente, em abril, de um empréstimo ao Fluminense, por causa de uma tendinite patelar no joelho, o que o forçou a ser operado. Depois, em setembro, sofreu fratura no joelho. Agora, porém, garante estar reabilitado das lesões.

Ainda sem ter atuado sob o comando de Tiago Nunes, Léo Santos tem Gil, Danilo Avelar, Pedro Henrique e Bruno Méndez como concorrentes por uma vaga de titular no Corinthians. O setor também poderá voltar a contar em breve com João Vitor, que foi emprestado à Inter de Limeira para a disputa do Campeonato Paulista.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Patrocinado por Agência M9

Propagandas | Propagandas para Rede Social | Criação de Logotipos | Propagandas para Lanchonetes | Propagandas para Oficinas Mecânicas

Propagandas e Notícias