Categorias
Inter de Limeira

China revela que ele e Machado gostavam da noite nos tempos de Inter

Redes Sociais Esportivas

China literalmente entregou o companheiro.

No Pimba nos Esportes da Rádio Mix 770 AM, o ex-lateral contou que ele e o atacante Machado curtiam as noites limeirenses.

“Enquanto a gente não tomava o último gole nos barzinhos, não íamos embora para a casa”, disse China.

Ms ambos tinham crédito de sobra, tanto com o técnico Levir Culpi, como com a torcida, afinal de contas, correspondiam dentro de campo.

Em grande fase, a dupla ajudou a Inter a conquistar o título inédito da Série B do Campeonato Brasileiro. E viraram ídolos dos torcedores.

O próprio Machado confirmou a “trairagem do companheiro” e contou que teve a inauguração de um restaurante em Limeira e que ficou até às 2h da madrugada. Isso em uma quinta-feira. Porém foi descoberto.

No domingo seguinte, o treinador o sacou do jogo. Machado disse que estranhou a atitude, pois era o artilheiro do time. “Virou 0 a 0 e aos 30 minutos do segundo tempo não teve jeito. O professor me colocou em campo e eu fiz o gol da vitória”, lembrou.

Machado também contou que após um jogo em Joinville pelo Campeonato Brasileiro, ambos saíram para “enxugar” na noite e que na volta, China deitou todo torto na cama, zonzo, e acabou cortando a cabeça. “Rodava tudo”, sorriu. Duro foi explicar o que tinha acontecido.

Machado, que hoje mora em Franca, disputou 64 jogos pela Inter e marcou 23 gols. Ele também confirmou que quando Mendonça foi contratado pelo Leão foi obrigado a dar a camisa 10 para o craque da seleção brasileira, passando a jogar com a sete.

Acompanhe a entrevista:

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •