Categorias
Inter de Limeira

Técnico Elano reafirma que era contra a volta do Paulistão

Redes Sociais Esportivas

Elano Blumer concedeu uma entrevista na última sexta-feira, no Limeirão. O técnico da Internacional respondeu através das redes sociais do clube as várias perguntas enviadas pelos jornalistas que cobrem o clube neste Paulistão.

Elano voltou afirmar que era contra o retorno do Paulistão e que a competição deveria ser encerrada por conta da pandemia, sem que nenhum clube fosse rebaixado.

“Minha preocupação sempre foi preservar a saúde do meu grupo e de todos os seus familiares”. Mas ao mesmo tempo, o comandante disse que entende os contratos que foram feitos e que precisam ser cumpridos, em especial os de transmissão.

Elano confidenciou na entrevista que um dos jogadores que contraiu o novo coronavírus foi o meia Murilo Rangel, mas que o meia está recuperado e já treinando com os demais.

“Graças a Deus, após nova testagem, todos os resultados deram negativo em nosso grupo”, frisou.

Elano acredita que todos os times foram prejudicados por conta da pandemia e que está muito triste com toda essa situação. “Temos que suprir tudo isso com superação. Nosso tempo é curto e vamos tentar se aproximar o quanto antes do ritmo de jogo”, destacou.

O treinador lamentou a possibilidade da Inter enfrentar o Oeste fora de Limeira, em razão da cidade estar com a bandeira vermelha da Covid-19.

“Nosso torcedor teve um papel fundamental nesses dez primeiros jogos. Tanto é verdade, que somos a quinta equipe em média de público, atrás apenas dos quatro grandes da capital. Infelizmente não teremos nossa torcida ao lado nesse jogo tão importante. Não foi fácil chegar aos 11 pontos e temos mais seis para disputar. Faremos de tudo para manter a Inter na Série A-1 e também buscar uma classificação. Eu acredito nisso. No início ninguém imaginava que poderíamos fazer um bom campeonato”, salientou.

Sobre o local da partida contra o Oeste, num primeiro momento Elano teria pensado em cidades distantes de Barueri, como Mirassol e Novo Horizonte. Mas na coletiva, citou Santos ou Itu e disse que não haveria problemas em deslocamento e que neste momento, todos terão que ceder um pouco. “As dificuldades existem, não só em Limeira. O importante é ter uma boa preparação para chegar bem nesses dois jogos finais”, reforçou.

O treinador elogiou o cronograma de trabalho durante a pandemia, em especial o preparador físico Luiz Fernando Bergamin. “Todos os jogadores foram acompanhados. Não abandonamos nenhum deles. O trabalho foi muito bem feito”, citou.

Sobre as saídas do zagueiro João Vitor para o Atlético/GO e do meia Thomaz para o Operário/PR, ambos titulares, Elano afirmou que são peças importantes, mas que tem que valorizar os jogadores que ficaram. “Agora é hora de unirmos forças para recomeçar”.

Sobre Jean Pablo, provável substituto de João Vitor na zaga, Elano disse que sempre confiou no jogador e que sua saída após a goleada sofrida na estreia contra o Guarani foi de forma natural, como acontece no futebol.

“Coloquei o Oliveira e ele marcou o gol da vitória em Bragança Paulista na segunda rodada. Contra o Palmeiras o Jean voltou e voltou bem, tanto que foi um dos melhores em campo. Todos do meu elenco tiveram oportunidade. Erros acontecem, mas o que me deixa feliz é que todos são dedicados”, explicou.

Elano voltou a dizer que ainda “falta algo” para o time e que vai trabalhar muito para evitar que a Inter sofra gols no início dos jogos, como vinha acontecendo. Também disse que a Inter entrará em campo para vencer o Oeste, pois a meta é se classificar. Mas vale lembrar que um ponto contra o time de Barueri seria suficiente para manter o Leão na divisão de elite.

Elano afirmou que este não é o momento para discutir uma renovação de contrato e que fará isso depois da conclusão do Paulistão.

“Quando começou essa pandemia eu desfiz meu contrato com a Inter. Depois acertei para permanecer por mais dois meses. Quando acabar, vou sentar com a diretoria para discutir meu futuro. Trouxe patrocinadores para o clube e deixei a maior parte para a Inter. Claro, recebi minha porcentagem”, completou.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •