Categorias
Futebol Paulista

Informações sobre a final do Paulistão

Redes Sociais Esportivas

Deu a lógica nas semifinais do Paulistão. Palmeiras e Corinthians começam a decidir o título amanhã, às 21h30, na Arena do Timão, com arbitragem do barbarense Raphael Clauss. Jogo de volta será no sábado, às 16h30, no Allianz Parque.

A final será interessante por dois motivos. De um lado, um tricampeão paulista que busca igualar o feito do Paulistano ao conquistar seu quarto título seguido. A defesa não sofre gol há 360 minutos. Do outro, Vanderlei Luxemburgo, um especialista em estaduais.

Elenco por elenco, o Palmeiras é melhor, mas claramente sente a falta de Dudu, que foi para o Catar. Sem ele, o Verdão virou um time bom, porém comum, sem aquele algo a mais, que antes intimidava os adversários. Rony, contratado a peso de ouro junto ao Athletico/PR, ainda não disse a que veio e não consegue desencantar. Quase sempre é substituído. No fim, os novatos é que estão fazendo a diferença.

Autor do gol contra a Ponte Preta, Patrick de Paula foi revelado na Taça das Favelas, no Rio de Janeiro. O jogador defendia um time chamado Cara Virada, da região de Santa Margarida. Foi um olheiro do Palmeiras que o convidou para atuar na base do Verdão. Deu certo e hoje é um dos principais jogadores do elenco. Apesar de jovem, mostra muita personalidade.

Eu achei que a expulsão de Juninho, do Mirassol, após entrada violenta no lateral Carlos Augusto foi correta. Por outro lado, achei que o time do interior foi prejudicado pelo pênalti não marcado no fim, cometido pelo zagueiro Gil.

Felipe Mello completou uma marca expressiva em sua carreira. O agora zagueiro completou 155 jogos com a camisa do Palmeiras. É o clube que mais o jogador defendeu. No Galatasaray foram 154 jogos.

O Corinthians vem contando com um “elemento surpresa”: Ederson. O volante, que chegou quietinho do Cruzeiro, buscou seu espaço, ganhou a confiança de Tiago Nunes e marcou três gols seguidos, todos de fora da área, contra Oeste, Red Bull Bragantino e Mirassol.

Antes mesmo da final, Corinthians e Palmeiras já travam um duelo de bastidores. O Timão se recusa a fazer uma nova testagem da Covid-19, alegando que o time segue concentrado no CT Joaquim Grava. Já o Palmeiras liberou seus jogadores após a partida contra a Ponte Preta, o que gerou um mal-estar.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •