Categorias
Futsal

No aniversário de Limeira, o presente é o futsal do Brutos

Redes Sociais Esportivas

Após 25 anos, um sonho, enfim, será realizado. Neste ano tão difícil para todos nós em razão da pandemia do novo coronavírus, o esporte de Limeira pelo menos tem um motivo para comemorar. Pela primeira vez na história, nossa cidade terá uma equipe profissional na Liga Paulista.

Mas não pensem vocês que foi fácil. A caminhada foi longa, cheia de desafios, mas com um final feliz, graças ao empenho e dedicação de um casal de empresários que sempre gerou empregos e honrou seus compromissos na cidade. Agnaldo Freitas, o popular Nego, e Delma Gomes vão encarar o maior desafio de suas vidas: colocar uma equipe de ponta em quadra.

O Brutos Futsal fará sua estreia daqui há exatos 10 dias, jogando em Taubaté. Segundo Nego, a ansiedade é gigantesca por parte de todos. Há muito tempo os limeirenses sonhavam com essa possibilidade, afinal de contas, nossa cidade chegou a ter um Campeonato Municipal com 80 times. São milhares de praticantes da bola pesada.

Em um grupo com Taubaté, Mogi das Cruzes e Guaratinguetá, o Brutos precisa terminar a primeira fase entre os três primeiros. O líder da chave vai direto para as quartas de final, enquanto o segundo e o terceiro de cada grupo disputam um playoff.

“Até pela tradição que tem na modalidade, sabemos que Taubaté será o primeiro da nossa chave. Seus jogadores vivem do futsal. Não são como os nossos que trabalham o dia todo e treinam apenas à noite. Além disso, foi finalista no ano passado”, contou.

O fato do Brutos estrear justamente contra um dos favoritos ao título não tira a tranquilidade de Agnaldo Freitas. “Nós aprovamos estrear fora de casa. Tira um pouco daquela pressão e da obrigação de vencer. Estamos cientes que teremos pela frente uma equipe extremamente profissional, que vive do futsal. Mas será bom para vermos a nossa logística”, comentou.

O Brutos só caiu no grupo do Vale do Paraíba porque São José desistiu na última hora. Outra equipe que ficou de fora foi o São Caetano. Por outro lado, Hortolândia entrou, causando temos em todos por seu poderio. “Nossa meta era enfrentar um grupo mais próximo, com Campinas, Jundiaí e Indaiatuba. Mas há males que vem para bem. Vamos viajar bem mais longe, no Vale do Paraíba, mas nossa chance é maior nesse grupo que estamos”, confidenciou.

O Brutos confirmou presença também no Campeonato Paulista, que terá início em outubro. Seus adversários serão Magnus de Sorocaba (time de Falcão), São José, AABB de São Paulo e Praia Grande.

Os dirigentes dos adversários têm elogiado a estrutura da equipe limeirense. “É gratificante ouvir isso. Dizem até que tem equipe com mais de 10 anos no Paulista que não tem a nossa estrutura. Isso mostra que estamos no caminho certo”, frisou.

Sobre o elenco, o técnico Gabriel Boquita perdeu o jovem e promissor Centurion, que viajou para Portugal, onde moram seus pais. Outro que ficará de fora é o polivalente Mineiro, que está com duas hérnias e precisa ser operado. Por outro lado, o Brutos se reforçou com as chegadas de Rafael Castellar e Bernardo.

“A gente gostaria de contratar dois jogadores de ponta, mas financeiramente não temos condição neste momento. Estamos gastando cerca de R$ 30 mil mensais para tocar o time. Quem sabe no ano que vem”, explicou.

Gabriel Boquita inclusive foi elogiado pelo responsável pela equipe. “Ele vem fazendo um excelente trabalho. Tudo o que aprendeu no curso de ciências do esporte na Unicamp está conseguindo nos passar. A equipe está desenvolvendo bem. Ele tem liderança e os jogadores o respeitam muito”, salientou o empresário.

Apoio

Para que conseguisse colocar a equipe nestas importantes competições, o Brutos contou com patrocinadores. São eles: GF Brutos, GF Semijoias, Plastcor do Brasil, EPI 360, Starnet, Arena Vitória, Escritório Terossi, MR Gráfica, Dubal e Escont.

Nego lembrou que os jogos com portões fechados em razão da pandemia prejudicam também na busca por novos patrocinadores. “Difícil vender um evento que não tem público. Neste primeiro ano estamos contando com os parceiros que nos conhecem e sabem do nosso trabalho”, justificou.

Mas Nego acredita que com os jogos sendo televisionados, via internet, a visibilidade da equipe será maior em todo Estado de São Paulo, o que pode facilitar a chegada de novas empresas, inclusive de fora.
Além disso, Nego precisou fazer algumas adaptações para que o Vô Lucato fosse aprovado para receber os jogos oficiais. Sendo assim, comprou uma rede de proteção para que a bola não vá para a arquibancada, fez a pintura da quadra, tirou as tabelas do basquete, entre outras coisas. Foram gastos, segundo ele, cerca de R$ 10 mil.

Hoje, a quadra do Vô Lucato tem as medidas oficiais para uma Liga Nacional, ou seja, 20m x 40m. Mas é necessário um recuo. Sendo assim, para a Liga Nacional as dimensões foram reduzidas para 19m x 38m. A diretoria espera agora que a Prefeitura forneça pelo menos o transporte para os jogos.

O profissionalismo do Brutos é tão grande, que Nego pagou do próprio bolso os 25 exames da covid-19 para seu elenco. E para sua grata surpresa, todos os resultados deram negativo, ou seja, os treinamentos não foram prejudicados.

Além disso, ele exercia duas funções, atleta e diretor. Mas resolveu este problema ao contratar Rodrigo Novaes, ex-jogador da própria equipe e diretor do Nosso Clube, para atuar como diretor de futsal.

“Quero estar focado apenas em jogar. Será um ano muito importante para todos nós. De muito aprendizado. Quem sabe eu consiga jogar também em 2021. A idade chegou, mas estou bem preparado. Sempre me cuidei”, frisou.

O Brutos sonha alto. O próximo passo é a disputa de uma Liga Nacional. A equipe limeirense também tem sua própria loja, situada na Av Costa e Silva, 912, esquina.

“Gostaria de finalizar parabenizando Limeira por mais um aniversário. E dizer que sou muito grato à essa cidade por tudo o que conquistei ao longo desses anos, claro que com muito esforço e dedicação. Quero retribuir todo esse carinho levando o nome de Limeira para as quadras, se Deus quiser, de todo o Brasil”, concluiu.

*** Foto – Rick Nogueira

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •